Conheça os tipos de auditorias de sistema de gestão e para que servem - Consultoria On-line
Subir

Verde Ghaia Consultoria Online

Conheça os tipos de auditorias de sistema de gestão e para que servem

tipos de auditorias

 

Os tipos de auditorias de sistema de gestão são importantes para as empresas já certificadas ou que ainda buscam a certificação nas normas ISO, pois é através da auditoria que as empresas obterão ou manterão o selo de certificação.

Apesar dessa importância, ainda, é um dos momentos que mais causam ansiedade e dúvidas em relação à condução, ao processo de auditoria, aos objetivos, abordagem e a forma de atuação da equipe auditora.

As auditorias induzem a melhoria continua dentro de uma organização, pois através das não conformidades, observações e oportunidades são aperfeiçoados os processos para a melhoria do sistema de gestão.

Todos os sistemas de gestão são auditados: da qualidade, de responsabilidade social, ambiental, de segurança e saúde no trabalho, de energia e gestão integrada.

É importante que as organizações entendam os tipos de auditorias e para que servem. Vamos entender mais a respeito?

As diretrizes das auditorias são definidas em norma

A norma ISO 19011 é a norma da qual são determinadas diretrizes para as auditorias de sistema de gestão. Essas diretrizes definem como deverão ser realizados os processos de auditoria, a postura dos auditores e as qualificações exigidas.

A ISO 19011 pode ser aplicada a diferentes sistemas de gestão e organizações (das indústrias as prestadoras de serviço). Dentre os sistemas temos: ISO 9001, ISO 14001 e ISO 45001.

Saiba mais: Consultoria para pequenas empresas na implantação das principais normas de gestão

Você sabia que existem 3 tipos de auditorias?

tipos de auditorias

As auditorias são divididas em três tipos. São elas:

  • Auditoria Interna – ou chamada de auditoria de primeira parte;
  • Auditoria no fornecedor – ou chamada de auditoria de segunda parte;
  • Auditoria externa – ou auditoria de terceira parte. Para fins de certificação para propósitos legais, regulamentares e similares.

Consoante a Consultoria Online Verde Ghaia, vamos explicar cada uma delas de forma mais detalhada:

1. Auditoria Interna ou de Primeira Parte

tipos de auditorias

A auditoria interna é realizada pelas próprias empresas para auditar seus próprios sistemas, processos e procedimentos assegurando que os parâmetros do sistema de gestão estão sendo seguidos à risca e os resultados esperados estão sendo alcançados.

Através da auditoria serão obtidas informações para a melhoria continua do sistema de gestão, seja através de não conformidades, observações ou oportunidades de melhoria.

Para realizar a auditoria é necessário ter colaboradores devidamente treinados na ISO 19011 e no sistema de gestão ao qual será auditado. Outra opção é a contratação de uma empresa para realizar a auditoria interna.

O auditor interno deve ser competente para executar as auditorias, ou seja, deve ter escolaridade, experiência, habilidades e conhecimentos necessários para atender aos resultados pretendidos das auditorias que irão realizar.

Geralmente, as auditorias internas são vistas como uma preparação para a auditoria de certificação (ou recertificação). No entanto, elas devem ser vistas como uma oportunidade da empresa como um todo melhorar seus processos e aumentar a satisfação de seus clientes.

Intervalos das auditorias internas

A norma ISO 19011 não impõe uma periodicidade especifica para as auditorias serem realizadas, pois cada processo e empresa têm suas particularidades.

Cabe à empresa determinar os intervalos entre as auditorias internas, considerando o seu tipo de processo, ramo de atuação, a cultura organizacional, a política e o contexto da organização.

Algumas empresas, normalmente, realizam duas auditorias internas no ano.

Como realizar uma auditoria interna?

Para executar a auditoria interna há algumas etapas das quais devemos seguir. As etapas são as seguintes:

  1. Preparação: nesta etapa será analisada toda a documentação do sistema de gestão, desenvolvido o programa de avaliação e o planejamento detalhado, todas as partes interessadas serão comunicados sobre a realização da auditoria (data e escopo).
  2. Reunião de abertura: reunião onde o auditor explica quais os objetivos da auditoria;
  3. Auditoria: avaliação no local, através de entrevistas com os colaboradores e coleta de evidências.
  4. Reunião de encerramento: os resultados da auditoria serão apresentados à empresa.
  5. Elaboração do relatório de auditoria interna, acompanhamento das ações corretivas e manutenção das avaliações

 2. Auditoria no Fornecedor ou de Segunda parte

tipos de auditorias

A auditoria no fornecedor é realizada pela empresa ou por outras pessoas em seu nome com o objetivo de avaliar a conformidade do sistema, requisitos legais e/ou contratuais.

Através dessa auditoria é desenvolvida uma relação de maior confiança com os fornecedores, além de potencializar os produtos com uma maior qualidade, minimizando os riscos e diminuindo as não conformidades.

Essas auditorias são partes integrantes de qualquer sistema de gestão e ferramenta essencial para a qualificação de fornecedores.

São avaliadas nas auditorias de segunda parte: organização e qualificação dos recursos humanos; cumprimento da legislação; gestão e controle da qualidade; política ambiental; localização e acessos ás instalações; concepção e desenvolvimento do produto; compras; recebimento de matérias-primas; produção e acondicionamento do produto final; condições do trabalho (segurança, higiene, limpeza); expedição e tratamento de reclamações.

Ser negligente com os fornecedores pode gerar muitos prejuízos, como por exemplo, negligenciar o fornecedor que trata seu resíduo uma vez que a responsabilidade é compartilhada. Se ele não cumprir a Política Nacional de Resíduos Sólidos ou legislações especificas sua empresa terá um grande problema. A plataforma VG Resíduos permite que sua empresa faça uma gestão de seus fornecedores.

3. Auditoria externa ou de terceira parte

tipos de auditorias

A auditoria externa é realizada por um auditor independente (designado pelo órgão certificador credenciado pelo INMETRO) para fins de certificação do sistema de gestão do qual a empresa deseja.

O objetivo é verificar se o sistema de gestão de uma organização foi estabelecido, documentado, implementado e mantido de acordo com uma norma específica. A auditoria externa é a ultima fase do processo de certificação.

Certificação nos Sistemas de Gestão

A certificação nos sistema de gestão da ISO possibilita que a empresa possua reconhecimento internacional. As pequenas empresas quando decidem se certificarem buscam crescimento e reconhecimento. Enquanto que as grandes empresas necessitam da certificação para se manterem no mercado que está cada vez mais competitivo e os clientes mais exigentes.

É importante lembrar que obter certificações em normas como ISO 9001, ISO 14001, ISO 45001 e outras, é uma opção da organização, ou seja, a empresa é quem decide fazer. É uma decisão estratégica na qual a empresa conquista mais clientes e amplia seu mercado se tornando mais competitivo.

A consultoria para implementação das principais normas de gestão da Verde Ghaia fornece todo o suporte para que sua empresa estabeleça, documente e implemente um sistema de acordo com a norma da qual sua empresa deseja certificar-se.

Gostou desse assunto ou acha ele relevante? Compartilhe ou deixe seu comentário abaixo.

Mas quer se aprofundar um pouco mais a respeito? Leia outro artigo do nosso blog  sobre  15 perguntas e respostas sobre auditoria de Sistema de Gestão.

 

 

Compartilhe nas redes sociais:

        

12 Comentários

  1. Bom dia, estou fazendo meu TCC sobre Auditoria Externa no Terceiro Setor e no momento estou fazendo um texto sobre os tipos de auditoria e seus conceitos mas preciso de textos nos quais contenham os autores e ano para fazer a referência vocês conseguem me mandar alguns textos?

    • Bom dia, Taline!
      Todos os nossos materiais podem ser pesquisados no prórpio site, através do termo de seu interesse.
      Quanto aos autores e ano, são todos produzidos pela Equipe técnica e jurídica, mas com revisão final e considerações de Daniella Pedroza, Diretora Técnica.

      At.te.;
      Keziah Pollyanna – Comunicação e Marketing

    • Bom dia Márcia.
      Não necessariamente, pois são auditorias com focos diferentes. A de 2ª parte você audita o seu fornecedor e a de 3ª parte o organismo certificador audita sua empresa. Vale ressaltar que toda auditoria deve avaliar todos os requisitos do cliente ou normativos.

      Atenciosamente,
      Flávia Magalhães

  2. Matéria bem desenvolvida.
    A minha pergunta é: será que uma organização por falta de auditor interno pôde contatar uma organização para fornecer o serviço?
    E se for o caso, será que a mesma auditoria ainda será chamada interna (primeira parte) ou ao fornecedor (segunda parte)
    Att.,
    VB

    • Bom dia Victor. Tudo bem?

      A organização pode sim contratar uma empresa para prestar o serviço. A auditoria continua sendo considerada como interna.
      Auditoria de segunda parte é quando é realizada auditoria no fornecedor para avaliar se ele está atendendo os critérios importantes para a organização que está contratando seu serviços. Essa auditoria é essencial para qualificação do fornecedor. Por exemplo, um fornecedor de determinada matéria prima importante para as atividades da sua organização. Para ser qualificada, ela precisa atender todos os critérios estabelecidos pela sua organização. Sendo assim, é realizada a auditoria no fornecedor (auditoria de segunda parte).

      Espero ter esclarecido sua dúvida.

      Atenciosamente.
      Marco Tulio – Jurídico

  3. Bom dia. Estou realizando o tcc da minha pós graduação de auditoria em enfermagem, e gostaria de qualquer conselho que pudessem dar. Meu tema é: IMPORTÂNCIA DO ENFERMEIRO AUDITOR FRENTE À PANDEMIA DO CORONAVÍRUS. Estou totalmente desanimada pois não consigo adequar os meus objetivos ao tema do trabalho. Sugestões?

    • Prezada, bom dia!

      O auditor ambiental tem papel fundamental no processo de auditoria, pois será ele o responsável por fazer a avaliação sistemática, documentada periódica e objetiva das informações, além de coletar dados através de entrevistas, comparando os dados com os critérios da auditoria. Considerando a situação trazida pela pandemia, o auditor como responsável por cuidar das questões que envolvem boas práticas de higiene e legislações tocante a normas de enfrentamento ao vírus, possui suma importância, auxiliando na melhora do desempenho ambiental das organizações, no aperfeiçoamento do sistema de gestão ambiental, na proteção da organização em relação às suas responsabilidades ambientais, além de desenvolver uma base para a utilização de adequada dos recursos ambientais.
      Entendo assim que seu tema é atual e de grande valia para estudos futuros.

      Atenciosamente,
      Evylin Ivyen Felix Silva

Deixe o seu comentário!