Saúde e Segurança Psicológica no Trabalho - ISO 45003
Subir

Verde Ghaia Consultoria Online

ISO/DIS 45003 mantendo a saúde e segurança psicológica no trabalho

Enfrentar as Mudanças Mundiais, Mundo Corporativo e Pessoal mantendo a Saúde Psíquica não tem sido tarefa fácil, principalmente com os problemas advindos da pandemia da COVID-19. Mas, como a ISO / DIS 45003 pode contribuir com a melhoria e qualidade de vida dos colaboradores?

Dentre as tantas mudanças no dia a dia, é necessário ter muito discernimento para lidar com a vida pessoal, com o trabalho e seus desafios, com um mundo onde não se pode mais planejar o futuro como faziam os nossos pais, pois, a incerteza toma conta e, além disso, manter a integridade física e mental.

Saúde e Segurança Psicológica no TrabalhoISO / DIS 45003

Diante tudo isso, a ISO (a Organização Internacional para Padronização) vem trabalhando através do comitê Técnico ISO / TC 283 Gestão de segurança e saúde ocupacional, o mesmo responsável pela ISO 45001, a elaboração da ISO / DIS 45003 Gestão da segurança e saúde ocupacional – Saúde e Segurança Psicológica no Trabalho: Gestão dos Riscos Psicossociais – Diretrizes.

Diretrizes da ISO / DIS 45003

A ISO / DIS 45003 tem em vista determinar diretrizes para lidar com estas instabilidades a que estamos expostos e é recomendado que seja trabalhada em conjunto com a atual ISO 45001 que tem como principal objetivo aumentar o desempenho de saúde e segurança ocupacional nas organizações.

Sabemos que não dá para simplesmente virar uma chave e desligar nossa vida pessoal da profissional e vice e versa, que para estarmos bem no trabalho, precisamos estar bem em casa, com nossos familiares, nos sentindo seguros em qualquer local.

Para se ter saúde dentro e fora de casa, necessitamos estar bem com os nossos princípios, aqueles que formamos desde crianças, precisamos estar bem e alinhados com os objetivos de onde trabalhamos bem como a forma como nossa organização desempenha seu papel de liderança no ambiente de trabalho, com nossa vida financeira, familiar que dá base para enfrentar os desafios do cotidiano de maneira mais leve e principalmente com nós mesmos.

Implementação de uma cultura sólida

Tendo em vista conservar essa equação equilibrada, as normas de saúde e segurança vem para implementação de uma cultura sólida nas organizações que prezam por compartilhar com seus colaboradores a responsabilidade de manter e melhorar a saúde, a segurança e o bem-estar no trabalho. Ambas trazem consigo um princípio básico de gestão de riscos, incluindo os psicossociais que afetam tanto a saúde e a segurança psicológicas quanto a saúde, a segurança e o bem-estar no trabalho.

Como sabemos, temos como risco tudo aquilo que nos impede ou atrapalha atingir nossos objetivos. Esses objetivos podem ser da organização ou até mesmo pessoais e para tal, é necessário planejar atingi-los levando em consideração a gestão desses riscos.

Os resultados negativos para os trabalhadores podem incluir problemas de saúde e condições associadas (por exemplo, doenças cardiovasculares, distúrbios musculoesqueléticos, diabetes, ansiedade, depressão, distúrbios do sono) e comportamentos de saúde ruins associados (por exemplo, uso indevido de substâncias, alimentação não saudável), bem como redução da satisfação no trabalho, comprometimento e produtividade.

O que fazer diante dos riscos detectados: mitigar ou eliminar?

Diante dos riscos detectados de acordo com o contexto de cada organização, ou seja, onde ela está inserida, requisitos legais e das partes interessadas, fatores sociais, do ambiente de trabalho, nível de cultura de saúde e segurança da liderança e colaboradores, são determinadas medidas de controle e prevenção desses riscos.

A mitigação ou eliminação dos riscos para a saúde e para a segurança ocupacional deve possuir ações robustas que envolvem tanto a alta direção, responsável pelo sistema de gestão como um todo, bem como liderança e trabalhadores e seus representantes.

Implantar essas ações deixa as áreas de saúde, segurança e recursos humanos mais conectadas, a fim de trabalhar pessoas para resultados melhores que envolvem tanto a parte psíquica do colaborador que leva essa cultura para casa e outros ambientes que frequenta, minimização dos riscos físicos que podem contribuir para danos dentro e fora da empresa bem como reflete em produtividade.

Medidas de gerenciamento do risco psicossocial

A ISO / DIS 45003 sugere a adoção de diretrizes que contribuem para atrelar essas medidas de gerenciamento do risco psicossocial, principal risco que afeta o alcance dos objetivos e metas no negócio, junto com a ISO 45001 que visa o aumento do desempenho do sistema de gestão.

O sucesso da implantação da diretriz, que atende a qualquer tipo ou tamanho de empresas, requer a conscientização dos colaboradores, desenvolvimento da liderança e determinação de competências para auxiliar na tomada de decisões que satisfaçam os interesses da empresa atrelado ao risco psicossocial para o colaborador promovendo proteção e promoção da sua saúde física e metal.

Enfim, o desafio de prever os riscos psicossociais que afetam objetivos e alcance de metas, atrelar tudo isso a estratégia da empresa e implantar medidas de controle eficazes é o que a ISO / DIS 45003 propõe a fim de melhorar os processos dentro das organizações levando em conta todas as variáveis que podem afetar o colaborador e o quanto ele pode contribuir para melhoria contínua do sistema de gestão.

Paula Baptista|Consultora Técnica


Fale com a nossa Equipe Técnica e Jurídica. Somos altamente capacitados para entender as suas particularidades e propor soluções eficientes para uma Alta gestão com Alto Desempenho.

Compartilhe nas redes sociais:

        

0 Comentários

Deixe o seu comentário!