Verde Ghaia Consultoria Online

Saiba como diferenciar Perigos e Riscos no seu negócio?

Saiba como diferenciar Perigos e Riscos no seu negócio?
5 (100%) 1 voto

diferenciar Perigos e Riscos no seu negócio

Como diferenciar Perigos e Riscos no seu negócio? Quando uma empresa adota um sistema de gestão de segurança e saúde ocupacional ela está fornecendo um local de trabalho seguro e saudável, prevenindo lesões e doenças relacionadas ao trabalho. No entanto, para isso é extremamente importante eliminar os perigos e minimizar os riscos.

O termo perigo e risco podem ser parecidos, porém há uma sutil diferença entre eles. Resumidamente dizemos que perigo é a fonte geradora e o risco é a exposição a esta fonte.

Então, vamos aprofundar mais no assunto e entender a importância desses termos no Sistema de Gestão de Segurança e Saúde Ocupacional. Como também, as diferenças entre perigo e riscos.

Saiba mais sobre a ISO 45001: novo padrão de sistema de gestão de saúde e segurança ocupacional.

As diferenças entre perigo e riscos

diferenciar Perigos e Riscos no seu negócio

O propósito de um Sistema de Gestão de Segurança e Saúde Ocupacional, baseada na ISO 45001, é prover uma estrutura para gerenciar riscos e oportunidades. Para isso é importante identificar e eliminar os perigos e riscos no negócio. Além disso, a organização deve saber as diferenças entre perigo e riscos.

O perigo é definido como a fonte, situação ou evento com potencial de causar danos á integridade física do trabalhador, as instalações ou aos equipamentos no ambiente de trabalho.

O Ministério do trabalho ao definir o termo perigo acrescenta que os danos á integridade física do trabalhador são causados pela ausência de medidas de controle.

Já o risco é a probabilidade que se tem de causar danos, pela possibilidade de se acontecer um acidente ou por conta das exposições a que se é submetido.

Para compreender melhor esses conceitos e identificar as diferenças entre perigo e riscos vamos imaginar uma situação cotidiana em uma empresa: um trabalhador de uma indústria de papel está realizando a dosagem de um coagulante para melhorar a retenção das fibras no processo. Este produto apresenta certa viscosidade, por isso o seu manuseio deve ser feito com bastante atenção. Porém, por um descuido o produto derrama sobre o piso, o que o torna bastante escorregadio. Neste caso, o perigo é o piso escorregadio. O risco é a possibilidade de acontecer uma queda durante a execução do trabalho. O risco, portanto, é a consequência do perigo.

Compreenda que se não existir perigo, não existe risco.

Leia mais em: Você já sabe como identificar um perigo no seu negócio?

Objetivo de identificar perigos e avaliar riscos

O objetivo do processo de identificação de perigos e avaliação de riscos na ISO 45001 é avaliar os riscos que surgem ou podem surgir no decorrer das atividades da organização.

Através da identificação é possível saber as diferenças de perigo e riscos no negócio e garantir que os mesmos sejam mitigados ou até mesmo eliminados.

O intuito primordial do gerenciamento de riscos é deixa-los em níveis aceitáveis para a empresa garantir a segurança e saúde ocupacional.

A empresa deve garantir o controle e se os controles existentes forem inadequados, deve-se implementar controles eficazes.

A ISO 45001, ao contrario da OHSAS 18001, trás a ideia de que o levantamento e identificação dos perigos devem ser contínuos e proativos. Na nova norma é prezada a prevenção e continuidade das ações.

No exemplo acima, como medida de evitar o risco a empresa poderia isolar a área evitando a passagem dos demais trabalhadores. Porém, a medida de controle não seria eficaz, pois ainda existiria o perigo de ocorrer o derrame.

Como medida de controle eficaz a organização poderia optar por uma dosagem automática e não mecânica, ou seja, o empregado não teria contato com o produto. Um equipamento dosador faria todo o processo e evitaria o derrame do produto sobre o piso. Como ação preventiva a área seria identificada com placas de atenção. Além do mais, o equipamento entraria na rota de manutenção. Isso evitaria que as conexões e mangueiras estourassem.

Leia também: ISO 31000: qual importância da avaliação de riscos de segurança e saúde no trabalho?

Como identificar os riscos e perigos?

diferenciar Perigos e Riscos no seu negócio

Os riscos e perigos devem ser identificados de acordo com o contexto da organização. Devem ser avaliados os incidentes internos ou externos, incluindo emergências e atividades que causam incômodo no entorno. Exemplos de incidentes causados pelas atividades da empresa têm ruído, odor, dentre outros mais.

Ao identificar o risco e perigo a empresa tem que ter como ideia central que as estruturas, maquinários, equipamentos, posto de trabalhos, dentre outros devem se adaptar ao colaborador e não o colaborador se adaptar a eles.

Por isso, as normas regulamentadoras são importantes e devem ser implantadas dentro da empresa. As NRs têm como objetivo promover e garantir a integridade física, psíquica e saúde do trabalhador. Além de estabelecer procedimentos de prevenção a acidentes.

E, considerar também, o planejamento de ações para prevenir e mitigar os riscos. Aproveitando assim, as oportunidades e fazendo o mesmo, sempre que houver mudanças que afetem o sistema de gestão.

Saiba como realizar a avaliação de riscos de acidentes na empresa.

O que a ISO 45001 trás sobre a diferença entre perigo e riscos?

diferenciar Perigos e Riscos no seu negócio

A ISO 45001 trás uma novidade que é a preocupação com todas as partes interessadas que possuem acesso ao local de trabalho. Isso inclui visitantes, terceiros e fornecedores, que antes na OHSAS 18001 não era considerados no levantamento de perigos e riscos. O que isso significa é que a organização deve saber as diferenças entre os perigos e riscos ao quais as partes interessadas possam passar. Bem como também, como identificá-los e avaliá-los para proteger todas as partes interessadas.

Assim como a ISO 14001 e ISO 9001:2015, a ISO 45001 traz o conceito de identificação e gestão dos riscos e oportunidades oriundos dos seus perigos e danos. Ao identificar os riscos e perigos a empresa deve considerar o planejamento de ações para preveni-los e mitigá-los. Sempre aproveitando as oportunidades.

O que a empresa deve saber é que identificar os riscos e perigos do negócio serve tanto para a segurança e saúde ocupacional, como também para a operação e manutenção do sistema de gestão de segurança e saúde ocupacional como um todo.

Diante disso sabemos que saber as diferenças entre perigo e riscos é necessário. E eles devem ser abordados, pois refletem na capacidade da organização de atingir os resultados pretendidos. Mas também, em outras partes do sistema, como obrigações de conformidade legal e riscos à saúde e segurança ocupacional.

Gostou desse assunto ou acha relevante? Compartilhe nas redes sociais ou deixe seu comentário abaixo.

Mas quer se aprofundar um pouco mais a respeito? Leia outro artigo do nosso blog: O que é gestão de riscos?

 

 

Compartilhe nas redes sociais:

        

0 Comentários

Deixe o seu comentário!