Verde Ghaia Consultoria Online

Passo a Passo para migração da norma ISO 45001

Você sabe como fazer a migração da norma ISO 45001 e por que ela é importante para a sua empresa? A norma foi publicada em 2018, e requer a retirada da antiga norma, a OHSAS 18001, promovendo uma migração de normas para todas as empresas. Sendo assim, haverá 3 anos de prazo para que essa migração seja realizada.

Por isso, é extremamente importante já começar as preparações e criar o plano de migração para a sua empresa o quanto antes, se adequando o máximo possível à ISO 45001. Neste artigo, vamos te mostrar como fazer isso!

Como fazer a migração da Norma ISO 45001?

Com a atualização das normas de Saúde e Segurança do Trabalho (SST), surge a necessidade de realizar uma migração da norma ISO 45001. As empresas terão 3 anos para trocar a OHSAS e aplicarem as novas mudanças. Veja, a seguir, algumas dicas de como fazer essa migração e entenda o que será necessário para a implementação ISO e atribuição de novas regras:

  1. Mantenha todo o time de sua empresa informado e treinado, fazendo com que todos os colaboradores e alta direção conheçam a ISO 45001 e suas diferenças em relação à norma anterior;
  2. Faça um diagnóstico do sistema de gestão atualmente utilizado pela sua empresa, para que possa avaliar oportunidades e lacunas, além de vislumbrar os riscos, iniciando a montagem do plano de ação;
  3. Desenvolva um plano de ação com um planejamento detalhado antes de iniciar a implementação;
  4. Comece a implementar os requisitos, propor mudanças no seu sistema atual e faça levantamentos a partir do diagnóstico com as ações necessárias;
  5. Realize uma auditoria interna para verificar todos os tópicos a serem cumpridos e apontar quais as próximas mudanças urgentes;
  6. Forneça o treinamento adequado e inicie a conscientização para criar uma mentalidade de risco;
  7. Faça uma análise crítica a partir da alta direção, a fim de não deixar detalhes importantes passarem despercebidos;
  8. Busque um tratamento de não conformidades;
  9. Comece a buscar pelo processo de certificação.

Vale lembrar que, se a sua empresa precisar de ajuda para começar o processo de migração da norma ISO 45001, ela poderá contratar uma empresa de certificação que ofereça consultoria e orientação para a implantação ISO.

O que é a Norma ISO 45001?

A Norma ISO 45001 é uma reformulação das normas de segurança no trabalho, que prevê certas mudanças dentro das empresas para aprimorar o sistema de saúde e segurança do trabalhador. A ISO, diferente da OHSAS 18001, é internacional e atende ao Sistema de Gestão de Saúde e Segurança Ocupacional (SGSSO). Ela foi desenvolvida de acordo com os dados coletados pela Organização Internacional do Trabalho (OIT).

Os dados mostraram que aproximadamente 2,3 milhões de mortes são causadas, anualmente, por doenças e acidentes no trabalho. A partir disso, concluiu-se que uma alteração das normas de Saúde e Segurança do Trabalho precisavam ser realizadas. Então, como a empresa é responsável pela saúde e segurança ocupacional dos seus trabalhadores, viu-se a necessidade e a obrigação de todas as organizações implantarem esse sistema e realizarem a migração da norma ISO 45001.

A ISO (Internacional Organization for Standartdization) foi fundada em 1946, em Genebra, na Suíça. O propósito era que as normas poderiam ser usadas e implantadas por organizações de todos os países, de qualquer que seja o porte, como forma de otimizar e facilitar o funcionamento da ISO.

Como era a Norma OHSAS 18001?

A norma OHSAS 18001 também tinha o objetivo de criar uma infraestrutura que fosse capaz de promover saúde e segurança para os trabalhadores, mas não era tão eficiente como a ISO está sendo nesse momento. OHSAS é uma sigla para Occupational Health and Safety Assessments Series e também faz parte do SGSSO, tendo sido publicada pela British Standards Institution. Ela foi utilizada por tanto tempo porque não havia uma norma ISO com o mesmo escopo. Então, nunca haviam pensado em realizar a migração OHSAS.

Quais são as novidades da ISO 45001?

A migração da norma ISO 45001 vai fazer com que várias mudanças aconteçam no sistema de gestão da empresa, principalmente no que diz respeito à SST. Essas mudanças serão geradas devido às novidades da nova norma. Confira:

  1. A ISO 45001 terá a mesma estrutura que a ISO 9001 e 14001;
  2. As empresas já certificadas pela OHSAS 18001 não serão prejudicadas, apenas precisarão realizar a migração da norma ISO 45001, e ainda terão maior facilidade para fazê-la;
  3. A ISO 45001 será integrável às demais normas do SGI, facilitando todos os processo de migração;
  4. A auditoria externa será mais barata com a ISO 45001;
  5. A saúde e a segurança ocupacionais serão transformadas em itens estratégicos;
  6. A ISO 45001 abordará o contexto da organização;
  7. A ISO 45001 seguirá o Anexo SL;
  8. Os custos de migração serão baixos, já que a ISO 45001 não acaba totalmente com a OHSAS 18001.

Por que fazer é importante fazer a migração para a Norma ISO 45001?

Fazer a migração da norma ISO 45001 vai trazer vários benefícios para a empresa e para a saúde e segurança do trabalhador, dentre eles:

  • Haverá uma facilidade maior para implantar mais de uma norma ISO, através da adoção da Estrutura de Alto Nível, a partir do Anexo SL, o que vai gerar menos conflitos, duplicação e demais equívocos;
  • Também será promovida uma melhoria para gerenciar os perigos, riscos e oportunidades que surgirão relacionadas à saúde e segurança do trabalhador;
  • Serão estabelecidos controles que ajudam a reduzir os riscos e os acidentes do trabalho de forma significativa;
  • Haverá, ainda, uma melhoria na qualidade de vida dos colaboradores, e a redução dos custos com acidentes, tudo isso promovido pela redução do número de fatalidades e incidentes;
  • Os prejuízos financeiros também serão reduzidos, por causa das multas e passivos trabalhistas;
  • Por fim, os índices de afastamentos também serão afetados com uma significativa diminuição, gerando uma melhora no desempenho dos trabalhadores.

Portanto, a migração da norma ISO 45001 é mais do que importante, pois é obrigatória para todas as empresas. A boa notícia é que essa migração será facilitada e trará uma série de benefícios para a empresa e para o trabalhador!

Compartilhe nas redes sociais:

        

0 Comentários

Deixe o seu comentário!