Verde Ghaia Consultoria Online

O que a ISO 45001 fala sobre bullying?

Avalie esse post

Consultoria Online: ISO 45001 bullying

A nova ISO 450001 traz uma curiosidade, na qual os empresários devem se preocupar cada vez mais : chama a atenção para a saúde psicológica dos trabalhadores, muitas vezes prejudicada por assédios e bullying.

Em um cenário econômica e politicamente instável, toda solução criativa é bem-vinda e pode fazer a diferença no bem-estar dos trabalhadores e consequentemente para os resultados da empresa. E nem precisa ir muito longe para perceber onde investir: a área de saúde e segurança Ocupacional, por exemplo, é uma das de maior potencial de desenvolvimento e ganhou força neste ano com a implementação de uma nova norma relacionada à gestão, a ISO 45001.

Mas o que é bullying?

Consultoria Online: ISO 45001 bullying

Se engana quem pensa que bullying é coisa de criança e adolescente. Fofocas, piadas de mau gosto, manipulações e quaisquer comportamentos que fazem um profissional se sentir diminuído em seu trabalho são considerados bullying. Esse tipo de agressão pode ter consequências ainda piores do que aquele sofrido na época da escola: a vítima muitas vezes precisa daquele emprego para se sustentar ou sustentar sua família e não tem a quem recorrer, uma vez que o agressor pode ser um colega próximo ou até seu próprio superior.

Estresse, insônia e depressão são apenas algumas das sequelas que o bullying pode causar. Esta última é de longe a mais preocupante: segundo dados de 2017 da Organização Mundial da Saúde (OMS), a depressão é a doença que mais causa incapacidade em todo o mundo. Além disso, uma pesquisa da Universidade de Brasília (UnB) em parceria com o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) revelou que 48,8% dos profissionais que se afastam por mais de 15 dias do trabalho sofrem de algum transtorno mental – sendo a depressão o principal deles.

Alguns exemplos de práticas que configuram bullying no ambiente de trabalho são:

  • Criticar sem fundamento: fazer comentários negativos sobre o projeto ou o desempenho de um colega de trabalho sem motivo nenhum é uma forma de diminuir a pessoa e suas contribuições;
  • Culpar um funcionário por algo que ele não fez: atribuir erros a alguém que não os cometeu e ignorar os verdadeiros responsáveis pode ser considerado bullying. É mais comum entre superiores e subordinados;
  • Tratar uma pessoa de maneira diferente: todos os trabalhadores, independentemente de sua posição, gênero ou idade, devem ser tratados igualmente. Ninguém é superior a ninguém;
  • Tornar alguém um alvo de xingamentos: se não é aceitável nas salas de aula, não surpreende que não seja nas empresas também. É preciso que todos entendam os limites entre fazer uma piada e realmente ofender alguém. Na dúvida, pergunte à pessoa se ela está de acordo com a brincadeira;
  • Excluir ou isolar alguém: não deixar que um colega de trabalho participe de uma roda de conversa, por exemplo, é outra forma conhecida de bullying. É claro que todos têm amigos mais próximos no trabalho, mas é importante ser cordial com todo mundo;
  • Gritar ou humilhar seus funcionários: outra prática muito comum entre superiores e subordinados e que deve ser abolida. Críticas construtivas são sempre válidas e devem ser feitas de forma a fazer o funcionário entender onde errou e como pode melhorar;

Bullying x assédio

Consultoria Online: ISO 45001 bullying

De acordo com a legislação brasileira, não existe diferença formal entre bullying e assédio, e todas estas práticas estão englobadas nesta última, como publicado pela cartilha sobre assédio moral e sexual do Ministério do Trabalho. Na prática, entende-se que o bullying pode acontecer tanto vertical quanto horizontalmente e se caracteriza por agressões constantes e repetitivas. O assédio, por sua vez, normalmente se dá onde há desigualdade de poder (de um superior para um subordinado) e basta um ato agressivo nesta relação para que ela seja enquadrada como problemática.

ISO 45001 X bullying

Consultoria Online: ISO 45001 bullying

Oficialmente publicada em 12 de março, a ISO 45001 é voltada a organizações de todos os portes, setores e localizações. A norma substituiu a antiga OHSAS 18001 e tem como principal objetivo reduzir as mais de 2,3 milhões de mortes e 300 milhões de ferimentos registrados no ambiente de trabalho anualmente, segundo estimativas de 2017 da Organização Internacional do Trabalho (OIT). 

A ISO 45001 se baseia na mesma estrutura das normas de sistemas de gestão de qualidade e ambiental, a ISO 9001 e a ISO 14001, o que a torna familiar a todas as empresas que já se adequam às demais. Com foco na gestão, na melhoria contínua e na conscientização de todas as partes envolvidas, a nova norma é um agente de integração: agora, as organizações podem desenvolver um único modelo para seus sistemas de gestão, de forma que estes abracem tanto as áreas de qualidade e meio ambiente quanto as de saúde e segurança do trabalho.

Além disso, a primeira norma internacional voltada à área da saúde vai ajudar milhares de empresas a proporcionar um ambiente de trabalho seguro para seus colaboradores, dos cargos mais altos aos mais baixos, e evitar mais mortes, acidentes e outros problemas graves de saúde. A longo prazo, a ISO 45001 fará bem à vida de todas as pessoas que compõem uma organização, que, desta forma, poderá prosperar e atingir os resultados que espera. Em resumo: a nova norma é um avanço e beneficiará a todos.

Consultoria Especializada

A consultoria on-line do Grupo Verde Ghaia dispõe das metodologias mais atualizadas e a experiência de profissionais com anos de mercado para auxiliar na execução e migração de sistemas de gestão integrada. A VG está sempre a postos para acompanhar todo o processo de implantação da ISO 45001 e garante por contrato o certificado da norma.

A Verde Ghaia conta, ainda, com a VG Resíduos, que pode ajudar sua organização a buscar o bem-estar da sociedade e o cuidado com a sua saúde ao agregar soluções para o melhor e mais completo gerenciamento de resíduos, da geração até o descarte. A VG Resíduos ainda dispõe de toda sistemática para garantir o cumprimento das exigências legais e a implantação da certificação ISO 14001 – permitindo, assim, tomada de decisões estratégicas baseadas em indicadores de desempenho.

Compartilhe nas redes sociais:

        

0 Comentários

Deixe o seu comentário!