Verde Ghaia Consultoria Online

Novas perguntas e respostas que você queria saber sobre ISO 14001

Novas perguntas e respostas que você queria saber sobre ISO 14001
5 (100%) 1 voto

ISO 14001

Muitas empresas possuem dúvidas sobre a ISO 14001. Conquistar o selo ISO 14001 é essencial para toda organização que quer se manter em destaque no mercado. Implantar um sistema de gestão ambiental não é tarefa fácil, mas entender os detalhes do processo já facilita muito a missão da empresa candidata à certificação ISO 14001:2015.

Assim, confira abaixo algumas perguntas e respostas imperdíveis sobre ISO 14001:

  1. O sistema de gestão da minha empresa necessita de ter o Manual do Sistema de Gestão?

Não. Tanto a 9001 quanto a 14001 versão 2015 não exigem a formalização do Manual do Sistema de Gestão, porém a equipe de consultores da Verde Ghaia orienta os clientes a elaborá-lo. Isso porque na informação documentada são descritos todos os requisitos normativos/elementos relevantes e aplicáveis sobre a sua empresa, além de facilitar em resumo os princípios adotados na organização relacionados ao contexto da organização, política, riscos e oportunidades, objetivos, missão, visão, valores,  processos, diretrizes e muito mais. Enfim, ajuda os envolvidos internos e externos a compreender a estrutura da organização.

  1. Como responsável pelo sistema de gestão da empresa, preciso disponibilizar a política aprovada somente para membros dentro da organização?

ISO 14001

Não. A política do sistema de gestão da sua empresa é o comprometimento, ou seja, são as intenções da Alta Direção para o Sistema de Gestão. Portanto, a disponibilização da informação documentada deve estar disponível para as partes interessadas pertinentes ao seu negócio, bem como ser comunicada, entendida e aplicada pela organização.

Se a organização possuir somente a gestão ambiental, é preciso apresentar os processos necessários e suas interações de acordo com a norma, podendo listar os processos e demonstrar suas ligações com os mesmo, assim com as particularidades do contexto da organização com a Alta Direção, tendo como objetivo alcançar os resultados do sistema de gestão, compreendendo assim o desempenho ambiental da organização. Agora, se a empresa detém de um sistema de qualidade também, ou seja, integrado, convém incluir no mapeamento de processos exigido pela ISO 9001:2015 que é bem mais detalhado (entradas, saídas, monitoramento, medições, documentos e etc) as peculiaridades do sistema de gestão ambiental.

  1. Como faço para controlar ou influenciar os processos terceirizados (fornecedores) no sistema de gestão ambiental?

Primeiramente, a organização deve determinar os fornecedores críticos e em seguida definir os critérios para controlar ou influenciar os processos definidos pelo SGA. Por exemplo: uma empresa que realiza o gerenciamento de resíduos da empresa, a organização controla através das licenças ambientais, atendimento das condicionantes, envio de relatórios mensais. Já a influência, a empresa encaminhar via email para o fornecedor em períodos definidos um informativo de conscientização e/ou até um treinamento antes de adentrar as atividades internas da empresa. É importante ressaltar que nessa parte a empresa deve ter evidência (reter informação) do planejamento e controle operacionais (item 8.1 da ISO 14001:2015).

  1. Qual a importância de uma boa gestão de manutenção para a ISO 14001?

A gestão de manutenção é importante para não haver desgastes nas máquinas e evitar vazamentos, principalmente.

  1. Como devo definir critérios para fornecedores críticos no sistema de gestão ambiental?

Os critérios devem ser definidos de acordo com o grau de risco ambiental da empresa, suas particularidades e suas dificuldades, principalmente no que a legislação pede.

  1. Como faço para colocar no direcionamento estratégico o sistema de gestão ambiental?

ISO 14001

Ao realizar o contexto da organização, seja através de uma SWOT ou através de outra ferramenta, a empresa deve levar em consideração seus gargalos ambientais, ou seja, no que ela deve focar para ter maior eficiência no atendimento a legislação, atendimento a requisitos legais e dos clientes.

  1. Preciso realizar análise de ciclo de vida para todos os meus produtos? Mesmo para aqueles que são incorporados em produtos de clientes, onde, na maioria das vezes, é difícil ter o controle?

De acordo com o que é orientado pela 14001, é necessário considerar a análise do ciclo de vida para os aspectos de suas atividades, produtos e serviços os quais ela possa controlar e influenciar, ou seja, para aqueles que a organização não consegue ter o controle em alguma etapa da análise do ciclo de vida, ela pode criar uma forma de influenciar o seu fornecedor e/ou cliente através do seu sistema de gestão ambiental. Uma dica muito importante é ler os anexos da norma, pois eles sempre trazem informações valiosas e, quanto a este assunto, o anexo ressalta que a organização que determina a extensão do controle e da influência que ela pode exercer, ou seja, o segredo é elaborar uma metodologia para Gerenciamento de Aspectos e Impactos Ambientais, incluindo a análise do ciclo de vida, que diga da forma mais clara possível como a organização irá definir os critérios de controle e influência, de acordo com a sua realidade, para que consiga realizar tudo aquilo que for identificado no levantamento de aspectos e impactos ambientais.

  1. É necessária a elaboração de um procedimento para a Análise crítica pela direção?

ISO 14001

Não. A nova versão da norma não exige procedimento em nenhum dos seus itens, porém, a Verde Ghaia indica a elaboração para alguns deles para facilitar o monitoramento e cumprimento, tais como Aspectos ambientais e Requisitos Legais. No caso da Análise crítica pela direção, a organização pode apenas citar no manual de Sistema de Gestão que a mesma é realizada considerando as entradas e saídas, a intervalos planejados. Como informação documentada, a organização deve reter a Ata de reunião que demonstre que cada item exigido pela norma neste item foi analisado criticamente, ou seja, considerando as entradas e saídas e quais os planos de ação necessários com seus respectivos status.

  1. As responsabilidades e autoridades do SGA precisam ser divulgadas para todas as partes interessadas?

Não. Tal informação deve ser divulgada somente na organização, com o objetivo de que todos tenham ciência de quem é o responsável por determinado assunto e por relatar o desempenho ambiental para a Alta Direção. No caso das partes interessadas, só deve ser divulgado caso se tenha algum responsável  específico como, por exemplo, se a organização tiver um setor de Relacionamento com o Cliente que seja também responsável por receber as demandas dos clientes referentes ao SGA.

  1. Como funciona a identificação de riscos dentro do sistema de gestão ambiental?

A gestão de riscos se inicia já no planejamento estratégico, onde é analisado todo o contexto em que a organização está inserida, incluindo as partes interessadas para, a  partir daí, se identificar os riscos e oportunidades relacionados. Especificamente para a ISO 14001, os riscos e oportunidades também devem ser identificados a partir dos aspectos ambientais levantados e dos requisitos legais e outros requisitos aplicáveis à organização.

  1. O que devo considerar no meu levantamento de aspectos impactos ambientais?

O levantamento de aspectos e impactos ambientais deve ser realizado de maneira a contemplar todas as atividades da empresa, incluindo condições anormais, situações de emergência e mudanças em atividades, produtos ou serviços. Para a versão 2015 da ISO 14001, também é necessário realizar o levantamento considerando uma perspectiva do ciclo de vida. A metodologia para identificação e avaliação de aspectos e impactos ambientais fica a critério da organização.

  1. A calibração também é importante para a ISO 14001 assim como é para a ISO 9001?

ISO 14001

Sim. A importância da calibração para a ISO 14001 está implícita no requisito de Monitoramento, medição, análise e avaliação – Generalidades. A norma diz que a organização deve assegurar que o equipamento utilizado para monitorar e medir seja calibrado, verificado, usado e mantido conforme apropriado. Tudo isso para garantir resultados válidos e confiáveis.

  1. Qual a diferença entre avaliação de ciclo de vida (ACV) e perspectiva do ciclo de vida (PCV)?

Para entender melhor a diferença entre perspectiva e avaliação, deve-se compreender o que é ciclo de vida. Segundo a ISO 14001:2015, ciclo de vida são os estágios consecutivos e encadeados de um sistema de produto (ou serviço), desde a aquisição da matéria-prima ou de sua geração, a partir de recursos naturais até a disposição/destinação final. A avaliação do ciclo de vida (ACV) consiste em uma avaliação dos impactos de cada uma dessas etapas da produção até disposição/destinação final. Para tanto, é necessário um estudo mais aprofundado de todo o ciclo de vida do produto/prestação de serviço.

Já a perspectiva do ciclo de vida (PCV), o que é exigido pela norma ISO 14001 em seu requisito 6.1.2 “aspectos ambientais”, consiste em avaliar e encontrar melhores formas de produção, consumo e destinação/disposição conscientes, bem como os controles e aqueles que possam influenciar os aspectos ambientais associados aos seus serviços e produtos.

  1. Qualquer colaborador pode realizar a auditoria interna?

Sim, desde que tenha recebido o treinamento de auditoria interna conforme requisitos da ISO 19001, saiba conduzir uma auditoria e que garanta a imparcialidade do processo.

  1. Todo plano de ação de uma Não Conformidade deve ter avaliação de eficácia ou a avaliação de eficácia deve ser feita da Não Conformidade como um todo?

A avaliação de eficácia deve ser feita ao final da Não Conformidade, não necessariamente por plano de ação. É Recomendável que se faça a análise de eficácia num prazo máximo de 90 dias após a conclusão das ações.

Sabendo dos novos protocolos da ISO 14001 e praticando-os, as empresas terão um eficiente Sistema de Gestão Ambiental.  Trabalhar em conformidade com as normas ambientais é imprescindível e faz uma organização se destacar em relação à concorrência. É uma postura que diferencia a organização perante seus públicos e a torna reconhecida como ambientalmente responsável.

Compartilhe nas redes sociais:

        

0 Comentários

Deixe o seu comentário!