Verde Ghaia Consultoria Online

ISO 37001: como a certificação anticorrupção pode definir o sucesso da sua empresa?

ISO 37001: como a certificação anticorrupção pode definir o sucesso da sua empresa?
5 (100%) 3 votos

Se existe um problema, que em pouco tempo pode arruinar a qualidade e a reputação dos serviços e/ou produtos da sua empresa, esse problema se chama corrupção. Para combater essa dificuldade tão crítico, em 2016, a ISO (International Organization for Standardization) formulou a norma ISO 37001.

A ISO sentiu a necessidade de criar normas específicas de combate ao suborno, para garantir o desenvolvimento de uma gestão de qualidade ética, permanente e estável. A ISO 370001 é a primeira norma internacional de sistema de gestão antisuborno. Esta norma não é restrita às empresas privadas, também abrange empresas públicas e as organizações sem fins lucrativos.

A ISO 37001, também conhecida como norma anticorrupção ou antissuborno, é uma norma internacional que fornece os requisitos  e a devida orientação para estabelecer, implantar, manter e aperfeiçoar um sistema de gestão anticorrupção.

A norma ISO 37001 institui o combate ao suborno praticado tanto contra uma organização e seus funcionários; como em favor destes. Também é aplicada para combater os subornos dados e recebidos por terceiros, ligados direta ou indiretamente à organização.

Ou seja, por meio das normas anticorrupção, a ISO expressa que uma politica de corrupção é extremante danosa para uma empresa, ou qualquer outra forma de organização, mesmo que em curto prazo possa parecer existir algum tipo de favorecimento.

A qualidade de um Sistema é uma busca contínua por aprimoramento do todo. Esse nível de qualidade, buscado pelas normas ISO, não pode ser baseado em respostas de curto prazo.

Uma empresa visionária e constituída em bases sólidas está constantemente em busca de melhorias em prol da qualidade. Almejar soluções e vantagens a longo prazo deve ser mantido em foco.

Quais vantagens a ISO 37001 oferece à minha empresa?

Tolerar a política de corrupção dentro de uma empresa é completamente perigoso para qualquer organização que queira conquistar o crescimento sustentável do seu negócio.  Sem um firme combate à corrupção, não há como aplicar nenhuma das normas ISO.

Isso porque a construção do Sistema de Gestão de Qualidade ISO 9001 ou de Gestão Ambiental ISO 14001 estariam sendo construídos em terreno pantanoso e extremante instável. Portanto, sem um combate à corrupção, todo o trabalho e esforço na busca por qualidade seriam tempo perdido.

Na normatização ISO 37001 existem requisitos e diretrizes para o Sistema de Gestão anticorrupção/antissuborno, necessários para qualquer gestão que busque qualidade global.

Essa Politica Interna de Anticorrupção minimiza ações de corrupção e possibilita que casos de corrupção sejam encontrados mais rapidamente, antes de comprometer seriamente o sistema como um todo.

Outra vantagem de um sistema anticorrupção, é que a empresa demonstra aos colabores, acionistas, financiadores, clientes e sociedade em geral que a empresa é confiável e transparente. Demonstra que o empreendimento estabeleceu controles internacionalmente reconhecidos no controle da corrupção.

Essa conduta pode favorecer não apenas a valorização do produto ou serviço produzido pela empresa e valorização das ações da empresa na bolsa de valores; como pode fornecer evidências, no caso de uma investigação criminal, que a empresa adotou medidas razoáveis para prevenir subornos. Logo, a Politica de Anticorrupção funciona como um seguro e atenuante, nos casos em que não foi possível evitar.

Apesar de não garantir o fim do suborno, o objetivo principal da ISO 37001 é criar uma política interna de anticorrupção. É como se as normas da ISO 37001 colocassem em ação “caçadores de ervas daninhas”.

Um sistema dessa natureza não impede que as ervas nasçam, mas facilita sua identificação, para que sejam retiradas antes que se reproduzam, se alastrem e coloquem a perder toda a plantação.

Para colocar esses “caçadores de ervas daninhas” em ação a ISO 37001 estabelece o caminho.

Como implantar a ISO 37001?

Para caçar e arrancar as “ervas daninhas”, a ISO 37001 preconiza que a implantação de um sistema de gestão anticorrupção requer o envolvimento, contribuição e comprometimento direto da alta gerência da empresa.

Apesar dessa iniciativa ser da alta liderança, o programa de ações no combate à corrupção deve ser comunicado a todo os colabores e parte interessadas, sejam eles fornecedores, terceirizados, contratados ou parceiros da empresa.

As ações devem alcançar todos os envolvidos, em todas as etapas da cadeia produtiva; incluindo etapas relacionadas ao gerenciamento dos resíduos gerados no processo de produção do produto final.

Existe também a necessidade da formulação de um documento que avalie os riscos envolvidos nas interações entre os processos e parceiros comerciais.

Uma vez identificados os potenciais riscos, são criados planos de ação que suprimam possíveis atos de suborno.

Com a criação de uma Política Anticorrupção dentro da empresa, existe maior controle e formação de profissionais voltados à cultura anticorrupção.

Deve haver também o treinamento de todos os colaboradores e a nomeação de um supervisor para avaliar o cumprimento das normas; além de um efetivo e rígido controle financeiro.

Ou seja, a instituição das normas ISO 37001, como a política interna de anticorrupção, requer a implantação de uma série de medidas que envolvem produção de documentos, designação de supervisores, fiscalização, auditorias, treinamentos, avaliações de risco e maior critério na escolha de parceiros.

Assim como ocorre com as demais normas ISO, a empresa pode receber a certificação ISO 37001 de uma empresa credenciada para auditoria e certificação ISO.

Mesmo não podendo garantir que não haverá corrupção dentro da empresa, a certificação ISO 37001 auxilia na implantação de medidas robustas e proporcionais que irão contribuir de forma significativa para reduzir o risco de subornos, combatendo-o onde quer que ele ocorra.

As medidas exigidas pela ISO 37001 são direcionadas à integração em processos e controles de gestão existentes.

A ISO 37001 é fundamentada na Estrutura de Alto Nível da ISO para normas de gestão de sistemas. Isso significa que ela pode ser facilmente integrada a outros sistemas de gestão existentes (como da qualidade, ambiental e de segurança).

Devido o combate à corrupção ser um fator essencial qualquer Sistema de Qualidade, a ISO 37001 pode e deve ser usada em conjunto com a ISO 9001, ISO 14001, ISO 22000 e outras. Para saber mais informações sobre como implementar uma política anticorrupção ou, ainda, sobre como integrar as normas ISO, consulte a Consultoria Online Verde Ghaia.

Compartilhe nas redes sociais:

        

0 Comentários

Deixe o seu comentário!