Como implementar ISO 22000 com base na Análise de Perigos?
Subir

Verde Ghaia Consultoria Online

ISO 22.000Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle

APPCC – Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle como uma das bases do Sistema de Gestão de Segurança de Alimentos – SGSA.

No artigo anterior “Rastreabilidade de alimentos na cadeia produtiva e o SGSA – Sistema de gestão de segurança de alimentos” abordamos a necessidade legal dos entes / organizações estabelecerem uma sistemática de rastreabilidade e a importância de adoção de um SGSA, de acordo com os requisitos das normas ISO 22000 e/ou FSSC22000.

Agora, vamos abordar brevemente a importância do Plano de Controle de Perigos, estabelecido na ISO 22001, também conhecido como APPCC, uma das bases fundamentais de um SGSA.

sugestão de leitura: Nestlé conquista Prêmio em Qualidade e em Segurança de Alimentos

Sistemática de Análise de Perigos e Pontos Críticos

Para fins de didática e objetividade, vamos chamá-lo nesse artigo somente de Sistemática de APPCC (sigla para “Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle”, ou em inglês, HACCP – Hazard Analysis of Critical Control).

A chamada ANÁLISE DE PERIGOS E PONTOS CRÍTICOS DE CONTROLE (APPCC), é largamente recomendada por órgãos de fiscalização competentes e aplicada em toda cadeia produtiva de alimentos.

A filosofia do APPCC é a prevenção e mentalidade de risco, ou seja, basear-se no controle dos riscos que envolvam o alimento, principalmente relacionado a qualidade sanitária.

Desse modo, a sistemática do APPCC é estruturada visando identificar e controlar antecipadamente possíveis problemas na cadeia produtiva dos alimentos. Nesse contexto, as etapas subsequentes no APPCC podem ser consideradas medidas necessárias para prevenir ou reduzir perigos a níveis aceitáveis, e assegurar que o alimento seja seguro no momento do consumo.

Entretanto, vale ressaltar que as decisões tomadas na aplicação do APPCC sejam baseadas na ciência, além imparciais e documentadas.

Como uma organização pode implementar uma Sistemática de APPCC?

As organizações devem implementar uma sistemática de APPCC com abordagem sobre:

  • Realizar análise de risco dos processos;
  • Perigos à segurança de alimentos a serem controlados;
  • Limites críticos ou critério para tomada de ação;
  • Procedimentos de monitoramento;
  • Correções a serem tomadas se os limites críticos ou critérios para tomada de ação não forem atendidos;
  • Responsabilidades e autoridades;
  • Registros de monitoramento.

Sugestão de leitura: Passo a passo simples para quem quer implementar ISO 22000.

Quando os limites críticos ou padrões de critérios não são atendidos?

As organizações devem especificar correções, analisar criticamente as causas das não conformidades, propor ações corretivas e avaliar sua eficácia.

Ademais, devem garantir que os produtos potencialmente inseguros não sejam liberados. Devem também garantir que os parâmetros controlados sejam retomados aos padrões e limites críticos.

Importante ressaltar que as organizações devem garantir que os métodos e equipamentos de monitoramento e medição utilizados na Sistemática de APPCC sejam adequados. Além disso, devem ser calibrados e possuir um controle de manutenção preventiva eficaz.

Os softwares usados nesse monitoramento e medição devem ser validados antes do uso pela organização, fornecedor do software ou terceira parte. A informação documentada das atividades de validação deve ser mantida pela organização e o software deve ser atualizado conforme necessário.

Sugestão de leitura: Como e por que gerenciar os novos Requisitos da Norma ISO 22000?

Implemente um Sistema de gestão de segurança de alimentos

A adoção de um SGSA – Sistema de gestão de segurança de alimentos, de acordo com os requisitos das normas ISO 22000 e/ou FSSC22000 é uma decisão estratégica para uma organização, pois proporcionará uma melhoria do seu desempenho global e prover uma base sólida para iniciativas de desenvolvimento sustentável.

Como foi dito anteriormente a Sistemática APPCC é princípio basilar para um SGSA de sucesso e eficiente.

Nesse sentido, os benefícios potenciais para uma organização ao implementar um SGSA baseado neste documento são diversos. Vejamos alguns:

  • A capacidade de fornecer consistentemente a segurança de alimentos, produtos e serviços que atendam ao cliente e aos requisitos estatutários e regulamentares aplicáveis;
  • A abordagem de riscos associados com seus objetivos;
  • A capacidade de demonstrar conformidade com os requisitos especificados de SGSA;
  • Fortalecimento da marca da empresa;
  • Valorização de seus colaboradores;
  • Redução de custos com retrabalho;
  • Integração entre gestão da segurança de alimentos e gestão ambiental (referente as informações sobre defensivos agrícolas, por exemplo);
  • Base forte para gestão de seus riscos e perigos;
  • Fortalecimento da marca em relação à responsabilidade social;
  • Reconhecimento frente aos órgãos competentes fiscalizadores;
  • Fortalecimento da relação e da confiança de clientes e fornecedores;
  • Forte instrumento para agregar em Políticas de Compliance e Gestão de Risco Legal.

A Consultoria Online possui uma equipe altamente qualificada e competente, para lhe auxiliar na implantação de SGSA – Sistema de gestão de segurança de alimentos.

Entre em contato conosco e solicite uma proposta de implementação e auditoria.

Edson Filho|Consultor Verde Ghaia


Fontes:

Norma ISO 22000

FSSC 22000

Compartilhe nas redes sociais:

        

0 Comentários

Deixe o seu comentário!