VG Consultoria Online

Gestão de fornecedores: você sabe como fazer?

Gestão de fornecedores: você sabe como fazer?
5 (100%) 1 voto

As empresas que são certificadas na ISO9001, ISO14001, OHSAS18001 e outras normas de sistemas de gestão devem fazer a gestão provedores externos, também chamados de fornecedores e prestadores de serviço. Para as empresas que não são certificadas ou que não possuem sistema de gestão implementado, convém que também façam a gestão de seus fornecedores, diante da corresponsabilidade legal a que estão sujeitos.

Em que consiste a gestão de provedores externos? Até onde a organização deve ter controle ou influência sobre esta gestão?

Primeiramente, a empresa deve fazer o levantamento de todos os serviços prestados por terceiros e de todos os fornecedores que fazem parte do escopo do sistema de gestão. Feito isso, é necessário fazer a classificação de quais deles são críticos, devendo estabelecer o que deve ser controlado e/ou influenciado.

Provedores externos críticos para o sistema de gestão ambiental

São provedores que exercem alguma atividade ou fornecem algum produto que podem gerar algum impacto ao meio ambiente, por exemplo, fornecedor de GLP, prestação de serviços de controle de pragas e aplicação de agrotóxicos, empresas especializadas em transporte, tratamento e disposição final de resíduos, fornecedor de mudas, serviço de manutenção de aparelhos de ar condicionado e refrigeração, entre outros.

Provedores externos críticos para sistema de saúde e segurança

Podem ser, fornecedores e prestadores de serviço de inspeção e recarga de sistemas de combate a incêndio, empresas de transporte de pessoas, manutenção de máquinas e equipamentos, fornecedor de produtos químicos, transportadoras de produtos perigosos, entre outros.

Provedores externos críticos para qualidade

São os prestadores de serviço e fornecedores que interferem diretamente na qualidade da prestação de serviço ou provisão de produtos da organização.

O tipo e a extensão do controle e/ou influência que a organização deve exercer, depende principalmente, do nível do risco envolvido e das exigências legais aplicáveis. O controle pode ir desde a apresentação de documentos no ato da contratação e estabelecimento de critérios no contrato, até a realização de auditorias. O importante é que alguns documentos de exigências legais não deixem de ser verificados, tais como, licenças ambientais, AVCB, registro no INMETRO, alvarás, responsabilidade técnica, certificados de destinação de resíduos, curso específico para transporte de passageiros, ambulância e produtos perigosos, PPRA, PCMSO, ASO, FISPQ e outros.

Para o Sistema de Gestão das empresas, além da qualificação inicial dos fornecedores, que compõe sua avaliação e seleção, é necessário fazer o monitoramento do desempenho e sua reavaliação periódica. Todos os controles estabelecidos devem ser verificados e eficazes.

Se você, quiser se aprofundar neste assunto, acesse o nosso site e para baixar modelos vá ao seguinte endereço: https://loja.sgionline.com.br/

::Raissa Urzedo – Consultora e Auditora do Grupo VERDE GHAIA

www.verdeghaia.com.br

Compartilhe nas redes sociais:

        

0 Comentários

Deixe o seu comentário!