Verde Ghaia Consultoria Online

Controle Operacional X Emergência

Controle Operacional X Emergência
5 (100%) 2 votos

Situações de emergência podem ocorrer em qualquer ambiente empresarial ainda que a empresa aparentemente não apresente nenhum grande risco ao colaborador. Casos de incêndio ou acidentes de trabalho podem ocorrer em qualquer empreendimento, por isso é necessário que haja bem estabelecido e planejado o controle operacional.

Mas o que é o controle operacional? Qual a relação do conceito com situações de emergência? A norma internacional OHSAS 18001 apresenta requisitos para ambas as questões. Mas primeiramente precisamos compreender os conceitos para entender a relevância na norma em Segurança e Saúde do Trabalho nas empresas.

O que é a OHSAS 18001?

A OHSAS 18001 que em breve será migrada para a ISO 45001 é uma das normas da Organização Internacional em Normatização (ISO). Focada no sistema de gestão de segurança e saúde ocupacional, a OHSAS proporciona uma série de requisitos para proporcionar a segurança e bem estar do colaborador.

Um dos objetivos da norma é implementar ações de maneira que a organização atenda integralmente à legislação e regulamentos aplicáveis e se comprometa com o aperfeiçoamento contínuo dos processos.

Entre as importâncias do Sistema de Gestão de Segurança e Saúde Ocupacional está o cumprimento da legislação relacionada as condições trabalhistas. Outro ponto essencial, é a divulgação e conscientização dos funcionários e parceiros quanto as ações relacionadas a saúde e integridade física de todos.

Vale destacar que o SGSSO auxilia na identificação de perigos existentes nas atividades da empresa. Desse modo, é possível precaver riscos e criar métodos que possam trazer segurança e promover o um ambiente de trabalho seguro e confortável.

Voltar-se à transparência e qualidade no ambiente de trabalho é assegurar-se da prospecção de futuros contratos e a projeção de confiança no mercado. Para médias e pequenas empresas, a OHSAS 18001 também é essencial no que diz respeito aos gastos com despesas judiciais. A norma pode minimizar o surgimento de ações por parte dos funcionários relacionadas às condições de trabalho que, além de gerar gastos onerosos, também podem danificar o nome da empresa.

Agora que fizemos um apanhado geral sobre a norma, precisamos entender de que maneira ela se relaciona a questão do controle operacional e as situações de emergência dentro das empresas.

Controle operacional

O processo de controle operacional é uma forma de identificar os riscos e perigos durante as atividades do dia a dia do colaborador. A partir do controle operacional é possível criar ações para medir quais tipos de riscos, criar formas de controle e avaliar quais consequências podem ser geradas a partir dos perigos gerados durante a rotina do funcionário.

Geralmente essas ações são medidas a partir do Levantamento de Riscos Ambientais que funciona como base para o PPRA, Programa de Prevenção de Riscos Ambientais e por fim para a criação do Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO).

Durante o cumprimento do controle operacional é preciso entender que o PPRA é completamente ligado ao PCMSO, é como se fosse um processo de causa e efeito. Enquanto o PPRA atua nos processos de diagnóstico de ações ou procedimentos que levem a situações de emergência ou perigo, como por exemplo: ações que podem levar a choque elétrico, quedas, queimaduras, entre outros exemplos.  Após esse diagnóstico cria-se medidas de prevenção como:

– Sinalização de ações de perigo ou lugares que podem apresentar riscos;

– Uso de equipamentos adequados;

– Uso de cores nas tubulações;

– Cursos e treinamentos de segurança para a equipe;

– Recomendações e orientações

Uma vez que algumas dessas regras ou medidas de segurança são infringidas de alguma maneira é necessário acionar o PCMSO que trará soluções para as consequências geradas. Ou seja o PCMSO faz o controle médico de ocorrências geradas a saúde do colaborador em decorrência dos riscos registrados nas etapas de PPRA. Portanto, ambos programas são projetos conjuntamente.

Vejamos um exemplo simples em que o controle operacional é fundamental:

Exemplo 1: Durante a produção de biscoito de uma fábrica de alimentos, o colaborador precisa executar algumas funções envolvendo: uso de materiais cortantes, elevadas temperaturas do forno, substâncias nocivas a pele. O controle operacional fará todo o diagnóstico dos riscos dessas operações e medidas para evitar acidentes, além de formas de tratamento, caso ocorra algum incidente.

Emergências no ambiente de trabalho

O que fazer quando acontece uma situação emergencial dentro do trabalho? Primeiramente precisamos saber que o atendimento deverá ser feito de acordo com a situação emergencial do colaborador. Compreender a natureza da situação fará com que a medida mais coerente seja tomada e em alguns casos será o acionamento de órgãos externos como por exemplo hospitais, ambulâncias, corpos de bombeiros.

Outra questão que deve ser vista é o treinamento específico, além dos materiais necessários para do profissional que prestará o atendimento ao colaborador. Para cada situação é necessária a capacitação específica. Uma forma de preparar a empresa são simulações de situações de perigo e emergência. A partir das simulações é possível identificar falhas nos procedimentos, portanto aperfeiçoamento da equipe e capacitação dos colaboradores de forma geral.

Não adianta apenas criar soluções para situações emergências, mas além disso diagnosticar os fatores que levaram a esses problemas para evitar que outras situações semelhantes retornem a ocorrer na empresa.

Tanto o controle Operacional quanto ações para emergência dentro da empresa são requisitos da OHSAS 18001 que é essencial a qualquer tipo de empresa.

Como obter treinamentos da OHSAS 18001 na minha empresa?

Para aplicar os itens citados acima no seu negócio é preciso certificar na OHSAS 18001 que além destes benefícios oferecem uma outra série de adequações que irão tornar sua empresa segura e longe de acidentes no ambiente de trabalho.

Vejamos alguns outros pontos positivos em ser certificado na norma de segurança e saúde no trabalho:

  • Melhora na imagem externa da empresa
  • Aumento na satisfação dos colaboradores no ambiente de trabalho
  • Redução de ações legais contra a empresa no que diz respeito ás condições trabalhistas
  • Redução de processos trabalhistas
  • Evita multas exorbitantes
  • Seguridade da empresa
  • Aumento na confiança de investidores

Além de outras vantagens que são adquiridas durante o processo de aperfeiçoamento e melhorias da aplicação da norma. A Consultoria Online Verde Ghaia realiza o processo de implementação da norma com profissionais especializados no assunto e com mais de 20 anos de mercado, reduzindo o tempo de certificação e garantindo 100% de garantia de certificação.

Outro benefício da consultoria online é que ela custa em média 60% a menos do valor normal comparado a consultoria presencial.

Para conhecer melhor como funciona a consultoria entre em contato pelo (31) 2127-9137 e converse com um dos nossos técnicos.

Compartilhe nas redes sociais:

        

0 Comentários

Deixe o seu comentário!