Verde Ghaia Consultoria Online

ISO 9001: Como certificar uma microempresa?

ISO 9001: Como certificar uma microempresa?
5 (100%) 2 votos

A norma do sistema de gestão de qualidade é procurada por empresas classificadas como grandes corporações até pequenos negócios. A certificação tem se tornado cada vez mais simples, principalmente para microempresas.

Uma dúvida que paira constantemente na mente dos empresários interessados na certificação é se a ISO 9001 é necessária apenas para grandes empresas ou aplica a todo tipo de organização.

Antes de qualquer explicação sobre o assunto, é preciso saber que tanto no Brasil quanto em outros países a norma internacional já é utilizada por várias empresas de médio e pequeno porte. Nesse sentido, já não é uma tendência, mas uma realidade a conquista do selo para esse porte de empresa.

Portanto, desde as grandes corporações até as microempresas podem usufruir dos benefícios da ISO 9001.

Qual tipo de empreendimento é classificado como microempresa?

Para saber se o seu negócio é de fato considerado uma microempresa. Vejamos como se dá a classificação realizada pelo SEBRAE – Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas, microempresas.

Segundo o órgão microempresas são aquelas que no comércio e em serviços contam com até nove colaboradores (caso de empresas de projeto, por exemplo). Já no setor industrial, é preciso ter até 19 empregados (construtoras ou empresas especializadas de execução, por exemplo) para receber esse tipo de classificação.

Portanto se sua empresa se encaixa em uma das especificações acima, você conta com uma microempresa.

Por que as microempresas precisam certificar na ISO 9001?

Orientamos constantemente que a certificação ISO 9001 não é obrigatória no Brasil, portanto a implementação dos requisitos se dá por uma necessidade de adequação ao padrão de qualidade do mercado e às exigências de parceiros e clientes.

A ISO 9001 é focada no sistema de gestão e por esse motivo ela traz requisitos de melhorias de modo geral a gestão e aos processos da empresa. Uma das soluções que ela proporciona é o tratamento das não conformidades, portanto tudo aquilo que não está conforme, ou seja está em desacordo com a empresa; mostra-se como um problema é sanado e identificado.

Nesse viés toda empresa que queria aperfeiçoar o padrão de qualidade, otimizar o funcionamento da empresa deve procurar a certificação ISO 9001, inclusive as empresas menores.

Para as microempresas uma vantagem pontual que a ISO 9001 proporciona é que devido ao baixo orçamento, muitos destes empreendimentos não podem arcar com o custo de um gestor ou profissional de administração focada no negócio. A ISO 9001 fornece de forma documental e planejada essa “gestão profissional” para as microempresas.

Além de outras vantagens comuns a qualquer tipo de empresa como o reconhecimento de qualidade. A norma é validada nos padrões internacionais, portanto para negócios que aspirem ampliar as fronteiras comerciais ou aperfeiçoar a visibilidade, ela se dá como uma ótima estratégia.

Por que as microempresas podem certificar na ISO 9001?

Como esclarecemos no tópico anterior, as vantagens da ISO 9001 funcionam independentemente do tamanho da organização. Isso porque o SGQ gera elementos que podem ser aplicados em uma microempresa, influenciando a estruturação e o modelo de gestão.

Pelos requisitos da ISO 9001 serem totalmente adaptáveis ao negócio, as microempresas não apenas podem como devem certificar na norma de qualidade. Por todas as razões apontadas acima, conclui-se que o tamanho e o tipo de empresa não influem na certificação do SGQ.

A ISO 9001 produz resultados mensuráveis a uma microempresa?

O objetivo principal da ISO 9001 é melhorar o sistema de gestão, portanto todos os requisitos são planejados para aprimorar os processos de funcionamento da organização. Desse modo, conclui-se automaticamente que melhorando a gestão, aprimora-se a produção que aumenta os lucros do negócio.

Um estudo feito pela UFGRS sobre os resultados da implementação ISO 9001 em pequenas empresas, aponta que, para 90,6% das empresas pesquisadas, a produção de produtos e serviços com defeito diminuiu. Já o número de clientes insatisfeitos caiu em 78%.

Dados como esses mostram a efetividade da norma internacional nas correções de não conformidades e na satisfação do cliente corroborando diretamente para o crescimento da empresa. Outro dado oferecido pela mesma pesquisa, informa que após a implementação da ISO 9001 mais de 68% das empresas aumentaram o faturamento. Além disso, o lucro subiu 87% e o número de clientes cresceu 68%.

Ainda que não houvesse dados que mostram o êxito do selo de qualidade, é possível chegar à conclusão que quando se melhora a gestão como um todo da empresa é natural que essas ações produzam resultados positivos na lucratividade e na sustentabilidade da empresa.

Como certificar uma microempresa na ISO 9001?

Finalmente chegamos a questão que levou a origem desse texto. Assim como em qualquer empresa, é necessário seguir os seguintes passos para a certificação ISO 9001:

– Diagnóstico

– Planejamento de implantação

– Adequação aos requisitos da ISO 9001

Auditoria Interna

– Ajustes necessários da ISO 9001

– Auditoria Externa

– Certificação ISO 9001

Esses processos são inerentes a qualquer empresa, todavia existem duas formas muito utilizadas pelas organizações para implementação das normas, a consultoria online e consultoria presencial. Em ambos os casos, há auxilio de profissionais gabaritados da área durante o processo de implementação.

As grandes corporações geralmente procuram a consultoria presencial por se tratarem de empresas mais complexas e com um número maior de colaboradores. Na consultoria presencial exige-se mais a presença de consultores na organização para a readequação de cada um dos requisitos do sistema de gestão.

A maioria das médias, pequenas e microempresas adotam a consultoria online.  Nesse formato parte do processo é realizado pela internet, o que promove a gestão mais simplificada e prática da implementação dos itens exigidos pela ISO 9001, enquanto a outra parte recebe a visita do consultor. Algumas empresas adotam pelo processo totalmente online, enquanto outras apostam no modelo misto.

Além do processo ser mais simplificado na consultoria online, ele é mais rápido e mais barato. Os custos podem ser reduzidos em até 60% comparados a consultoria presencial. Esse é um grande atrativo para as microempresas que podem atingir padrão internacional de qualidade, sem ter que arcarem com grandes despesas.

Outro ponto interessante é que em muitos casos, o próprio dono do negócio é o responsável por conduzir junto a consultoria online todo o processo de implementação, sem ter a necessidade de um profissional contratado exclusivamente para esse processo. O que demonstra como pode ser simples, rápida e prática a certificação ISO 9001.

Compartilhe nas redes sociais:

        

0 Comentários

Deixe o seu comentário!