Verde Ghaia Consultoria Online

Como a ISO 45001 impactará o mercado de certificação?

Como a ISO 45001 impactará o mercado de certificação?
5 (100%) 1 voto

A nova norma de saúde e segurança ocupacional, a ISO 45001, foi publicada pela ISO em março de 2018. Essa norma veio para substituir a OHSAS 18001 e para facilitar o mercado de certificação na implementação do sistema.

A ISO 45001 baseia-se no Anexo SL, ou seja, na Estrutura de Alto Nível, a mesma estrutura das normas ISO 9001 e ISO 14001. Esta estrutura trás características padrão e familiares ao mercado de certificação.

O objetivo central da ISO 45001 é conduzir as organizações à gestão de saúde e segurança ocupacional e a melhoria contínua, criando oportunidades para o planejamento estratégico. Diante disso, vamos saber como essa norma impactará o mercado de certificação neste artigo.

Fatores que impactará o mercado de certificação

A norma ISO 45001foi publicada para substituir a OHSAS 18001, porém muitos têm dúvidas em relação à migração. Vamos saber todos os pontos importantes que impactam o mercado de certificação.

Saiba também as 15 Vantagens com a chegada da ISO 45001.

A OHSAS 18001 continua valendo?

A OHSAS 18001 continua válida até meados de 2021, quando vencem os três anos de publicação da ISO 45001. Até lá, todas as empresas já deverão ter realizado a migração assim como ocorreu com as versões 2015 das ISO 9001 e 14001.

Todavia é recomendável que as empresas certificadas na OSHAS 18001 já iniciem as preparações para a migração nas próximas auditorias programadas. A tendência é que os custos, tanto de consultoria quanto de auditoria subam a medida em que o prazo final se aproxima.

As empresas que desejam implementar um sistema de gestão voltada a saúde e segurança ocupacional o recomendável certificarem na ISO 45001.

E qual a consequência de não migrar?

Até 2021 as empresas que não migrarem continuam sendo certificadas pela OHSAS 18001 e poderá integrar o sistema SSO ao SGI. Porém o certificado somente vale durante o ciclo de auditorias em que a empresa está enquadrada, ou seja, ao vencer o ciclo, a certificação expira. Consequentemente, não será possível integrar o sistema de gestão de saúde e segurança ocupacional aos demais sistemas de gestão.

Para conseguir integrar o sistema de gestão de saúde e segurança ocupacional ao SGI da empresa a empresa terá até 2021, prazo final da migração. Então até essa data é necessário migrar a OHSAS 18001 para ISO 45001.

Leia também: A ISO 45001 foi publicada!

Quanto custará a migração para ISO 45001?

 

A principal pergunta que as empresas fazem ao avaliar a ISO 45001 é o quanto essa migração irá custar no mercado de certificação?

A migração custará bem pouco ou o mesmo valor que seria gasto no processo de renovação tradicional do certificado. Mesmo que a empresa opte por contratar uma consultoria para auxiliar na certificação, a quantidade de horas do projeto não deverá variar significativamente em relação a uma consultoria para a OHSAS 18001.

Para as empresas que não contratarão uma consultoria o desembolso com a migração será o mesmo que teriam com a auditoria de recertificação, que provavelmente já estarão embutidos em seu orçamento anual.

O aconselhável é buscar auxilio de uma consultoria para migração para ISO 45001, pois esses profissionais possuíram todo embasamento para implementar todos os tópicos da nova norma.

Saiba as cinco dicas para reduzir o custo e tempo de certificação na OHSAS 18001.

Quais as diferenças o mercado de certificação deve considerar?

Existem muitas diferenças entre a OHSAS 18001 e a ISO 45001 que podem impactar o mercado de certificação. A principal diferença é que a ISO 45001 concentra-se na interação entre uma organização e seu ambiente de negócios, enquanto a OHSAS 18001 foi focada na gestão de riscos da saúde ocupacional e segurança e outros problemas internos.

Porém há outras diferenças entre as normas:

  • a norma ISO 45001 é baseado em processos – o OHSAS 18001 é baseado em procedimento;
  • a ISO 45001 é dinâmico em todas as cláusulas – o OHSAS 18001 não é;
  • a ISO 45001 considera riscos e oportunidades – OHSAS 18001 trata exclusivamente de risco;
  • a ISO 45001 inclui as opiniões das partes interessadas – OHSAS 18001 não

Ao implementar a norma o mercado de certificação devem considerar todas as diferenças para  a eficácia do sistema.

É possível integrar a ISO 45001 as demais normas?

Muitas empresas estão buscando um sistema de gestão integrado, ou seja, um sistema de gestão que engloba qualidade, meio ambiente e segurança no trabalho. A ISO 45001 veio justamente para corrigir o problema que restava aos gestores de SGI até então, a integração entre as normas para a obtenção da certificação. Com a OSHAS 18001 era possível fazer a integração, porém a norma não permitia a interligação entre os procedimentos de qualidade e meio ambiente. Para exemplificar, uma empresa que pretendesse certificar seu sistema de gestão de qualidade, meio ambiente e saúde e segurança poderia usar vários procedimentos em comum para as normas 9001 e 14001, mas não poderia fazer o mesmo no caso da OHSAS 18001.

Com a publicação da ISO 45001, tudo isso fica bem mais fácil, pois um mesmo procedimento poderá atender simultaneamente todas as normas. A consequência é uma implantação e certificação muito mais barata.

Saiba também como funciona a integração do SGA com o Sistema de Gestão da Qualidade.

Concluímos que a ISO representa uma mudança significativa na forma como o gerenciamento de saúde e segurança é percebido. O sistema já não é tratado como um “sistema autônomo”, mas deve ser visto pelo mercado de certificação como uma forma de executar uma organização sólida e sustentável. O mercado de certificação deve enxergar que um sistema de gerenciamento estabelecido de acordo com o OHSAS 18001 será uma plataforma sólida para a migração para ISO 45001.

Gostou desse assunto ou acha ele relevante? Compartilhe nas redes sociais ou deixe seu comentário abaixo.

Mas quer se aprofundar um pouco mais a respeito? Leia outro artigo do nosso blog: 10 novidades que você precisa saber sobre a nova ISO 45001

 

Compartilhe nas redes sociais:

        

0 Comentários

Deixe o seu comentário!