Verde Ghaia Consultoria Online

Como aplicar a ferramenta PDCA no seu negócio?

Manter uma boa gestão é um dos desafios mais constantes de um empreendedor. E saber como aplicar o ciclo PDCA pode ser uma estratégia interessante para manter as coisas sob controle, e gerar melhorias constantes em seu negócio. Esse ciclo é uma metodologia amplamente conhecida e aplicada, que compreende que algumas mudanças são constantes, e as melhorias não devem parar nunca. Esse é o segredo para que uma empresa cresça e se desenvolva de verdade.

Quando uma empresa adota ferramentas voltadas para qualidade de gestão, é muito corriqueiro que o PDCA esteja presente. Hoje, essa é uma das estratégias que compõem as ações de empresas de grande, médio e pequeno porte.

Entender o ciclo PDCA e saber como aplicá-lo em seu negócio não é somente importante, mas essencial. É um diferencial que fará com que a sua empresa se torne um destaque no nicho de atuação, e conquiste cada vez mais espaço no mercado graças a uma gestão de qualidade.

O que é e como funciona o ciclo PDCA?

         P (plan, planejar), D (do, fazer), C (check, acompanhar), A (act, corrigir) – Esse é o significado de PDCA! E a ideia é justamente fazer tornar essas ações cíclicas, de modo que elas nunca cessem, e a roda, literalmente, continue a rodar.

  • P de “plan, ou planejar”:

Segundo o conceito da ferramenta PDCA, o primeiro passo importante para uma gestão de qualidade é o planejamento. Esse é o ponta pé inicial para qualquer projeto, e para conseguir executar essa etapa com qualidade, você deve responder a algumas questões importantes:

  • Quais são os objetivos do seu projeto?
  • Quem são os profissionais responsáveis??
  • De que forma essas tarefas serão realizadas?
  • Qual o prazo de início e término de cada tarefa?

Ao responder essas questões você consegue desenhar um planejamento muito mais coerente, e fica fácil seguir para o próximo passo do ciclo.

  • D de “do, ou fazer”:

Depois que você entender quais são os objetivos, quem deverá desenvolvê-los e dentro de qual prazo é hora de colocar a mão na massa, e partir para a ação.

Nesse tópico, os responsáveis por cada atividade do projeto já estão cientes de suas obrigações e prazos, e todos deverão trabalhar para que a meta seja concretizada.

Descubra as vantagens dessa ferramenta para a sua gestão!

Você avançou para o segundo ponto, onde as ações começaram a funcionar para que o projeto, enfim, aconteça. Agora é hora de conhecer as duas etapas finais do ciclo PDCA e entender porque ela é tão importante.

  • C de “Check, ou Checar”:

Essa fase também pode ser traduzida como “acompanhamento”, e é, talvez, a parte mais importante para que o ciclo PDCA realmente funcione. Nessa etapa, você deverá avaliar tudo o que foi executado, e entender como estão os andamentos.

É importante ressaltar que esse ciclo não se encerra, o que significa que a checagem, deve ser constante, ou seja, os gestores devem se preocupar em fazer reuniões constantes para obter um raio-x do que foi feito até o momento.

  • A de “ação, ou act”:

Agora vamos partir para a ação, e corrigir aquilo que precisa de correção, verificar quais foram os desvios que fogem do planejamento inicial, e retomar as rédeas, caso alguma coisa tenha se perdido no caminho.

Por mais organizado e consistente que seja o seu planejamento inicial, os desvios acontecem, e é muito comum que, depois de um tempo, você consiga percebê-los. Por isso o ciclo PDCA é tão importante.

 Qual a aplicabilidade do ciclo PDCA nos projetos? 

A aplicabilidade do ciclo PDCA é absoluta. Ele pode ser adaptado para atender as mais variadas necessidades. Como você pode notar, se trata de um direcionamento importantíssimo para o gestor, e pode ser a ferramenta perfeita para organizar os seus projetos.

O primeiro passo você já deu: fazer uma pesquisa para entender melhor o que é o ciclo PDCA. Você também pode encontrar informações a respeito disso com as nomenclaturas de Shewhart ou ciclo de Deming.

  • Garanta a continuidade do ciclo:

Como o próprio nome sugere, e como já dissemos acima, é importantíssimo garantir a continuidade do PDCA. Por isso, você não deve acreditar que, depois de cumprir a etapa “A”, o trabalho acabou.

  • Serve para qualquer projeto?

O ciclo PDCA é tão eficiente, que uma de suas grandes vantagens é justamente a sua capacidade de se enquadrar em diferentes projetos. Você pode usar a estratégia para obter resultados em 1 ano, ou para obter retorno mais rápido, para ações que vão durar 3 ou 4 meses.

Entenda melhor qual é a importância do PDCA para o Processo de melhoria contínua

Quando você adota uma gestão que foca em melhoria contínua, o céu se torna o limite. A sua empresa tende a crescer exponencialmente, e sempre conseguirá surpreender positivamente os clientes e o mercado. Esse processo de melhoria constante é muito difícil de ser adotado.

A maioria das pessoas tende a se sentir confortável e satisfeita quando atingem um objetivo. E nesse momento, elas acabam “relaxando”, e acreditando que a missão foi cumprida.

O que o ciclo PDCA prega é justamente que é importante manter uma constância na evolução e nas melhorias. Você deve se acostumar a voltar, e analisar como estão se desenvolvendo as estratégias, comparando-as com o planejamento inicial. Pode até ser que no meio do caminho você perceba que fazer determinada coisa de determinada forma é mais prático e eficiente do aquilo que você tinha imaginado no início.

De modo geral, no entanto, o seu planejamento precisa ser seguido. Isso vai facilitar a execução das estratégias, vai ajudar na hora de mensurar os resultados, e também estimulará o desenvolvimento de novos hábitos, como o fato de se reunir com frequência para analisar os resultados atuais. O ciclo PDCA é muito utilizado, e hoje é um dos alicerces da boa gestão de empresas de grande porte.

Quando você adota essa estratégia, consegue entender com mais clareza como conduzir o crescimento de sua empresa.

Compartilhe nas redes sociais:

        

0 Comentários

Deixe o seu comentário!