Verde Ghaia Consultoria Online

Análises internas e externas da organização

Análises internas e externas da organização
5 (100%) 7 votos

Existem inúmeros fatores que influenciam o seu empreendimento. Conhecê-los é essencial para o crescimento e planejamento estratégico da sua empresa

 

Análise interna e externa da organização

 

Qual o tamanho da sua empresa? Você provavelmente já está pensando em dar uma resposta baseada no faturamento, na área construída, no número de funcionários ou em diversos outros indicadores comumente usados para mensurar o tamanho de uma organização. Mas a pergunta aqui é: Qual o tamanho da sua empresa? Qual o alcance dela? Quantas pessoas são impactadas pela existência do seu negócio? Você já parou para refletir sobre isso? Análises internas e externas da organização auxiliam no entendimento dessa questão.

Toda empresa existe para resolver um problema, uma empresa de celulares resolve o problema da falta de comunicação, uma empresa de automóveis resolve o problema da falta de transporte, uma usina resolve o problema da falta de energia. Enfim, cada empresa existe por uma razão, e o lucro será a recompensa dada pelo mercado pelo tamanho do problema que a empresa consegue resolver, isto é, se ela conseguir fazer com que as receitas passem por todos os seus departamentos com eficiência e cheguem às mãos do acionista em maior volume possível. Isto é lucro.

Mas para ter lucro, a empresa precisa avaliar e reavaliar constantemente a si mesma, ou seja realizar análises internas e externas. Deve observar o mercado, os colaboradores, o governo, as novas tecnologias, enfim, são muitos fatores que devem estar sob constante monitoramento para que a empresa não perca a sua razão de existir, ou seja, não deixe de solucionar um problema importante para as pessoas.

Um dos requisitos da norma ISO 9001:2015 infere justamente a determinação de fatores internos e externos da organização a serem analisados, mas quais fatores devem ser avaliados?

 

Como saber quais fatores devem ser avaliados?

 

A empresa deve avaliar inicialmente seu macroambiente para depois ir afunilando os fatores a monitorar. Um grande autor da administração chamado Albert Humphrey desenvolveu uma técnica que posteriormente seria muito difundida através dos clássicos livros de Michael Porter, você provavelmente já ouviu falar desta técnica. Obviamente estamos nos referindo a matriz SWOT que nos permite criar critérios para analisar internamente e externamente o nosso próprio negócio.

 

matriz SWOT

 

O que é a Matriz SWOT?

A matriz SWOT é um diagrama que nos ajuda a representar graficamente os fatores a serem monitorados pela empresa, nela estão contidos os fatores internos (forças e fraquezas) e externos (ameaças e oportunidades).

 

Interpretando a Matriz SWOT

Como pôde ser visto na figura acima, a matriz é composta por quatro grande clusters, cada um deles contém um conteúdo específico e cada empresa deverá agir de forma peculiar no levantamento dos dados da matriz, bem como no tratamento destes dados. Vamos analisar um a um:

 

  • Ambiente Interno – FORÇAS (S)

As forças são definidas pela letra S, do inglês strength. As forças são o primeiro dos itens internos a serem verificados, neste item serão listadas as vantagens competitivas da empresa, como mão-de-obra especializada, boas finanças, clientes fiéis…etc

  • Ambiente Externo – OPORTUNIDADES (O)

As oportunidades são definidas pela letra O, do inglês opportunities. As oportunidades devem ser listadas como sendo aqueles pontos onde a empresa pode alcançar melhorias, como o surgimento de um novo nicho de mercado, a adoção de uma nova tecnologia, contratação de pessoal especializado, entre outros.

  • Ambiente Interno – FRAQUEZAS (W).

As fraquezas são definidas pela letra W, do inglês weakness. As fraquezas são aqueles pontos nos quais a empresa não tem vantagem competitiva, como por exemplo, tecnologias ultrapassadas, funcionários pouco qualificados para as funções…etc.

  • Ambiente Externo – AMEAÇAS (T).

As ameaças são definidas pela letra T, do inglês treats. As ameaças são definidas como sendo aqueles pontos nos quais a empresa pode perder vantagens na busca por seus objetivos, como por exemplo: a entrada de um novo concorrente, uma nova lei que dificulta seus negócios…etc.

 

Dicas para analisar fatores internos e externos de uma empresa

 

 

Agora que você compreende a definição dos termos relacionadas a análise interna e externa de uma organização, apontaremos abaixo algumas orientações que podem facilitar o processo de diagnóstico do seu negócio.

 

 Análise Interna da empresa

 

1ª dica: Levantamento de dados: Reúna o máximo de informações possíveis dos recursos materiais, financeiros, humanos e tecnológicos que a empresa dispõe e verifique quais materiais precisam ser adquiridos externamente, ou seja por fontes externas. Essas informações poderão auxiliar na execução das atividades diárias do seu negócio

 

2ª dica: Tipos de recursos utilizados na empresa: Se você oferece serviços ou produtos, precisa avaliar quais recursos é preciso comprar ou terceirizar. É válido avaliar se a maneira como tem feito para obter esse material ou serviço tem sido satisfatória e vantajosa para o seu negócio.

 

3ª dica: Clima organizacional da Empresa: Análise interna da empresa implica em perceber e avaliar a satisfação dos colaboradores e os conflitos internos. Obter dados e retornos referentes ao clima organizacional facilita na compreensão dos resultados da empresa e no aprimoramento da produtividade.

 

Análise Externa da empresa

 

1ª dica: Analisar tendências do mercado: Compreender o cenário atual da economia irá facilitar na promoção de ajustes necessários na organização financeira da empresa ou na promoção de investimentos. Analisar a tendência do mercado lhe possibilita perceber se o seu negócio se encaixa na necessidade atual ou precisa de adequações para permanecer em crescimento. Questionamentos relacionados a estratégia da empresa ficam mais claros quando se analisa o contexto interno e externo que ela se contextualiza.

 

2ª dica: Levantamento de dados: Assim como na análise interna, o levantamento de dados trará informações necessárias para a tomada de decisões da empresa. Portanto, é essencial reunir dados relacionados aos fatores político-legais, culturais, sociais, econômicos, tecnológicos, entre outros. Estes fatores poderão afetar a capacidade da organização de atingir as metas estipuladas por cada uma das atividades. O que acontece fora da sua empresa que pode influenciar o seu produto ou serviço? Procure responder essa pergunta para otimizar o funcionamento da sua empresa.

 

3ª dica: Conheça seu posicionamento no mercado: Faça pesquisas que apontam o lugar da sua empresa na economia, verifique a sua participação no mercado e a abrangência dela. Descobrir o seu alcance irá resultar numa série de estratégias mercadológicas.

 

Para compreender mais profundamente o assunto, adquira o modelo “Modelo de Procedimento de Análise Interna e Externa” produzido pela Consultoria Online Verde Guaia que aborda o tema de maneira clara e detalhista.

Compartilhe nas redes sociais:

        

1 Comentário

Deixe o seu comentário!