Verde Ghaia Consultoria Online

Como analisar a estratégia da sua empresa com a Matriz SWOT

A análise da Matriz SWOT é um dos caminhos mais assertivos para se conhecer melhor todos os pontos pertinentes à sua empresa!

Muitos empreendedores e até mesmo gestores acabam encontrando uma enorme dificuldade na hora de consolidar um planejamento estratégico adequado e que ainda possa ajudar a definir pontos importantes, e uma análise da Matriz SWOT pode ser fundamental diante disso!

A busca por um direcionamento a ser adotado pelas empresas é algo que pode ser auxiliado pela Matriz SWOT e é diante justamente esse entendimento que muitos acabam tendo em mente algumas palavras, como forças fraquezas, ameaças, oportunidades, ambiente interno e ainda ambiente externo!

Porém, na hora de se aplicar tais conceitos, em alguns casos, essas mesmas pessoas percebem que não sabem de fato como fazer uso das ferramentas Matriz SWOT.

Análise da Matriz SWOT – entendendo os conceitos principais!

O primeiro passo para compreender como realizar um passo a passo acerca da análise da Matriz SWOT é justamente entender seus conceitos principais e, para tanto, é necessário saber qual a tradução da sua sigla!

SWOT é a sigla para Strengths, Weaknesses, Opportunities and Threats. Essas palavras, em português significam de forma respectiva:

  • Forças;
  • Fraquezas;
  • Oportunidades;
  • Ameaças;

Com isso em mente, torna possível saber como promover de forma assertiva a análise da Matriz SWOT!  De maneira geral, a análise do ambiente interno é justamente a responsável por determinar as forças e fraquezas.

Já a análise do ambiente externo permite possibilitar a definição acerca de todas as oportunidades e também eventuais ameaças!

  • Ambiente interno: Tem como definição ser àquele que é justamente definido sobre o qual a empresa consegue manter o controle, ou seja, tem capacidade de agir sobre ele. É diante de tal domínio que o empreendedor ou gestor poderá encontrar as forças e ainda fraquezas existentes no seu negócio – em linhas gerais, o ambiente interno é tudo que literalmente “está dentro”, que faz parte, bem como que se relaciona ou até mesmo pertence à corporação.
  • Forças: Consiste em elementos e ainda características que façam parte do ambiente interno e que ainda podem representar uma vantagem a mais com relação aos concorrentes de mercado. Um exemplo disso, pode ser associado à localização do empreendimento – isso pode ser associado a uma força! O mesmo vale para uma equipe que seja mais qualificada, uma marca que tenha um prestígio a mais e que até mesmo seja desejada por seus consumidores, e outros tipos de condições.
  • Fraquezas: Pode representar, de certa forma, elementos ou características que sejam pertinentes ao ambiente interno e que ainda sejam capazes de desfavorecer a empresa com relação aos seus concorrentes do mercado. Os mesmo exemplos citados no tópico anterior fazem sentido aqui, como uma localização, mas nesse caso ela pode ter um acesso mais difícil ou ser distante de pontos estratégicos!
  • Ambiente externo: Consiste em fatores que onde a empresa simplesmente não detém do controle, como no caso do clima, mudanças da lei, taxas de juros, desastres naturais, câmbio, guerras, políticas ambientais, crises econômicas, e outros.
  • Oportunidades: Todas as vezes que um fator de caráter externo acaba criando um cenário que seja considerado mais favorável para uma empresa, isso consiste automaticamente em algumas oportunidades também! Grandes eventos podem ajudar a exemplificar isso! Um exemplo interessante são os hotéis durante os jogos olímpicos no Brasil ou até mesmo uma companhia nesse mesmo evento – para as duas empresas isso é um grande senso de oportunidade!
  • Ameaças: Qualquer tipo de elemento ou condição que possa favorecer a criação de um ambiente efetivamente desfavorável para uma empresa, e que essa não tenha um controle, pode ser considerado uma ameaça! Retomando ainda o exemplo do hotel, ao se vivenciar uma temporada de intensas tempestades e clima ruim, ambos os casos podem ser vistos como uma evidente ameaça, da mesma forma que acontece com a elevação  do valor do combustível e até mesmo da bolsa de valores – para algumas empresas isso pode ser de fato uma enorme ameaça!

Diante de todas as definições citadas acima, ficará mais fácil entender como fazer análise da Matriz SWOT, sendo que você deverá determinar as forças que ajudaram a preservar a sua empresa de possíveis ameaças e ainda agregar mais oportunidades!

Além disso, por meio da análise da Matriz SWOT você terá a chance de saber quais medidas tomar para que as eventuais fraquezas não acabem agregando uma maior potencia, bem como as ameaças que possam prejudicar as boas oportunidades.

Passo a passo para promover uma análise da Matriz SWOT!

O passo a passo a ser adotado para realizar uma análise da Matriz SWOT é bastante intuitivo. Veja:

Passo 1 – primeiramente é necessário definir quais são suas forças;

Passo 2 – depois disso, é oportuno determinar quais podem ser as principais fraquezas da empresa;

Passo 3 – com ambos os aspectos definidos, considere listar quais podem ser as melhores oportunidades;

Passo 4 – lembre-se ainda de enumerar todas as ameaças;

Passo 5 – agora coloque cada um dos dados que você já possui nos locais adequados da planilha;

Passo 6 – por último, procure fazer uma correlação entre os fatores da sua matriz e faça ainda a determinação de alguns fatores:

  • As forças serão capazes de potencializar quais oportunidades?
  • Quais forças serão capazes de combater as ameaças (e quais ameaças?)?
  • Quais fraquezas poderão acabar prejudicando as oportunidades (quais oportunidades?)?
  • Quais fraquezas podem acabar potencializando as ameaças (quais ameaças?)?

Exemplos práticos de uma análise da Matriz SWOT!

Com um bom embasamento sobre como criar uma análise da Matriz SWOT, é importante conhecer alguns exemplos práticos – e um dos mais pertinentes nesse caso pode ser associado aos hotéis.

Um dono de hotel que esteja situado em uma cidade com bastante fluxo de turistas deverá ter uma série de pontos elencados em cada um dos quadrantes da Matriz SWOT.

  • Forças: uma excelente qualidade do seu atendimento, boas instalações, ambiente equipado, entre outros;
  • Fraquezas: poucos quartos e custos elevados para manutenção de funcionários.

O caminho para poder lidar com isso poderá ser conduzir boas estratégias de marketing para poder destacar suas qualidades, bem como saber identificar os riscos, de forma a se atentar às normas pertinentes!

Para poder fazer uma análise da Matriz SWOT um bom caminho é contar com uma empresa especializada no assunto que poderá conduzir todo o processo e avaliação de forma assertiva!

Compartilhe nas redes sociais:

        

0 Comentários

Deixe o seu comentário!